segunda-feira, 3 de outubro de 2011

 
  
You can waste your lives drawing lines. Or you can live your life crossing them. But there are some lines... that are way too dangerous to cross.



Se eu acreditasse no meu olhar, escusava de repetir o processo de ver, olhar e reparar. Se eu acreditasse na minha voz, escusava de a sentir ecoar num ritmo que não é marcado por mim. Se acreditasse nos meus ouvidos, escusava de (me) retorquir. Se acreditasse nos meus pés, escusava de saber para onde eles me levariam. Se acreditasse em alguém, escusava de fazer isto... Porque seria os meus olhos, a minha voz, os meus ouvidos e os meus pés.

 

4 comentários:

  1. O post está fenomenal, e a música está muito bem inserida, uma junção awesome :)

    ResponderEliminar
  2. Escreves muito bem...deixas fluir as palavras de uma forma notável.Parabéns

    http://igual-a-ti.blogspot.pt/

    ResponderEliminar